Brincadeira de verdade

Brincadeiras corriqueiras como esconde-esconde, pega-pega, futebol e queimada sempre foram as preferidas de crianças em certo bairro de São Paulo, porém, por precaução, seus pais e responsáveis proibiram que ficassem na rua após às de- zoito horas, por considerar perigoso. Dessa maneira, a diversão deveria começar imediatamente após o encerramento das aulas. Esta foi a condição combinada.

Certo dia, entretanto, a brincadeira de esconde-esconde passou um pouco do horário estipulado e o grupo percebeu, de repente, um carro rodeando aque- la região sem parar, mas continuaram a brincar, embora, um pouco apreensivos.

Um homem encapuzado, e inquieto, desceu do automóvel e as crianças ob- servaram-no de seus esconderijos. Aquela situação causava estranheza ao grupo e então, sem perceber, a maioria ajuntou-se no mesmo local, para se sentirem mais seguros, menos uma garota que continuava brincando, indiferente à preocupação que as outras crianças começavam a sentir com relação à presença do desconhecido:

– Acusados todos no mesmo lugar! Achei vocês todos de uma vez só! – surpreendeu os amigos, assustando-os.
Todos começaram a gritar, inclusive a própria garota que acabara de proferir as palavras, pois o alvoroço foi tão intenso, que eles ficaram irrequietos.

O homem, ao perceber aquilo, começou a se aproximar, mas a garotada saiu correndo em direção à praça mais próxima.
Quando se agruparam na praça, estavam com a respiração bem ofegante, contudo, viram que não adiantou tanto, porque o homem já estava retirando o capuz, próximo a eles, quando ouviram a voz da mãe de uma das crianças:
– Graças a Deus! Encontramos vocês! Olha a cara de desespero do seu tio, Lohanna...

Na verdade, aquele rapaz estranho era o tio de uma das crianças “perdidas”, e que estava disfarçado, para ajudar a procurá-las.

Todos começaram a rir, afinal, uma brincadeira tão divertida como o esconde-esconde fez com que agissem como verdadeiros detetives, utilizando a coope- ração para se salvar de um possível problema, porém, no final, eles é que estavam sendo procurados pela família.

Este texto faz parte do livro Descobrir-se Autor 2019


Aluno(a)
Geovanna do Nascimento Martins - 10 anos
Eduarda de Andrade Dias - 12 anos
Gabriel Barbosa Camilo - 12 anos
Mikaell Pereira dos Santos - 12 anos
Amanda Bispo França Batista - 13 anos
Gustavo Barbosa Roque - 13 anos
Júlia Silva de Oliveira - 13 anos
Otávio Freitas de Souza - 13 anos
Pablo Alejandro Uriarte de Oliveira - 13 anos
Jamily de Castro Siqueira - 14 anos
EMEF Pedro Teixeira

AEL
Rodrigo Ciríaco

Coordenador(a)
Luciana Rodrigues Zampier
Rafael Silva Matias

Baixar Livro
Ana Nilza Cifuentes Folhe
EMEI Intendente Gomes Cardim
Jonyson R. de Oliveira - 12 anos
EMEF Des. Francisco Meirelles
Jean Lins da Silva - 12 anos
EMEF Des. Francisco Meirelles
Klewerson S. Dias - 12 anos
EMEF Marechal Eurico Gaspar Dutra
Compartilhar